Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Fado....i love it!

por Teresa, em 13.11.15

Hoje deu- me para isto!

 

Sempre que posso ouço esta música!

 

 

Quem disse que o fado não pode ser alegre?!

Alegre e ... tão romântico!!!

 

E a voz da Carminho é divinal !!! I love it"

 

"Vesti a saia rodada para apimentar a chegada do meu amor... ...

Vem lá de longe da cidade e tem os olhos rasos de saudade em mim...

E eu mando-lhe retratos meus...

Pensa em casar no fim do verão que vem

 

Antes pudesse o verão não ter mais fim...

 

Que eu estou tão nervosa com esta coisa de casar Meu Deus..."

 

 

publicado às 22:00

Sonhar...assim....

por Teresa, em 09.11.15

Às vezes estou tão cansada da rotina que fecho os olhos e... sonho!

 

Sonho com um dia de liberdade assim.....

 

foto baloiço.jpg

 Sonho, como em criança, que posso ver o mundo de cabeça para baixo...assim...

 

foto pendurada.jpg

 

Sonho em ter momentos de fofoca com amigas....assim...

foto fofoca amiga.jpg

Sonho em rir com as amigas assim....

 

foto rir com amiga.jpg

 

Sonho com miminhos... assim...

 

foto Kiss.jpg

 

Sonho em dançar com a minha filha, assim...

 

foto dançar com filha.jpg

 

 

Sonho, até, que vejo um raio de sol a inundar-me a alma...assim...

 

foto raio de sol.jpg

 

E...finamente, consigo sentir-me feliz...assim!!!!!!

 

foto paz de espirito.jpg

 

 

 

 

 

 

publicado às 17:30

Obrigada Sapo!

por Teresa, em 08.11.15

Obrigada sapinho pelo destaque! Fico sempre muito feliz!

image.jpg

publicado às 22:22

Farripas nos olhos...

por Teresa, em 07.11.15

  

Ontem estava a ouvir um debate político que é sempre mais do mesmo, quando, às tantas, deixei de ouvir o que saía da boca dos intervenientes  para focar a minha atenção no cabelo de uma das senhoras.

 

No cabelo? Que futilidade! Mas isso, às vezes, acontece-me quando deteto uma situação mais  caricata do que o ususal.

 

Foi o caso.

 

 Tem mais a ver com o comprimento da franja . Explicando melhor : certas pessoas gostam de usar a franja tão comprida, tão comprida, que vai por cima dos olhos, sem interessar nada se isso afecta, ou não, a sua própria visão ou se traz ,ou não, um certo incómodo!

A elas parece não incomodar rigorosamente nada. A mim... irrita- me!! 

 

Ora aqui está uns exemplos do que falo.

farripas top.jpg

franja top.jpg

 

Como é que com aquela franja..aquela maldita franja,... uma pessoa pode continuar a falar normalmente, ignorando as farripas que lhe vão entrando pelos olhos dentro, de cada vez que mexe a cabeça, e não a fazem sequer pestanejar!

 

Para mim é uma perplexidade!

Mas...como conseguem?!!!!Apetece-me ir junto delas e por a franja para trás, ou tirar-lhe as farripas dos olhos, numa ânsia de as deixar mais aliviadas.

 

Os meus parabéns para quem consegue tal proeza!

 

 

 

Imagens tiradas do Google

publicado às 11:14

A birra entre governantes : afinal fico eu, ou entras tu?

por Teresa, em 05.11.15

portas-gov.jpg

 

 

Já não aguento com este clima de incerteza, insegurança e desalento  político em que vamos vivendo.

Os partidos uns contra os outros, dentro do mesmo partido deputados que vão divergindo uns dos outros (a uns apetece-lhes comer leitão da Bairrada e a outros não), o povo dividido entre novos e velhos, funcionáros públicos e os outros, os reformados e os activos....

 

Enfim... Se repararem bem a coisa até dava um filme cómico! Muitas vezes parece que estou a assistir àquelas pirrices entre miúdos, do género:

- o meu pai é mais rico do que o teu.

-Ai não, não... o meu é que é mais rico.

- O meu pai é polícia... ah..ah.. e o teu?

- O meu é ladrão...bem feita! Ganhei!!!!

 

Claro que não estamos aqui perante uma conversa de  miúdos.

 

Trata-se de conversas de quem governa, ou quer governar,este País!  Gente crescida e responsável, portanto...

 

portas e passos gov.jpg

 

 

Se não, analisem comigo estes diálogos, a que vamos assistindo e que se resumem mais ou menos nisto:

 

- Vocês ganharam as eleições????!! Isso é uma mentira vergonhosa!

- Não.O que eu estou a dizer é que vocês ganharam, mas não atingiram a maioria absoluta.

- Fomos nós que ganhamos as eleições! Metam uma vez por todas isto na vossa cabeça!

- Sim...mas perderam face aos resultados que tinham.... passaram de uma maioria absoluta para uma relativa.

- Mas GANHÁMOS! O POVO QUER QUE SEJAMOS NÓS A GOVERNAR!

- Sim, mas não podem avançar sem terem uma maioria que vos apoie. E acontece que nós temos essa maioria!

 

 

costa 1.jpg

 

 

A conversa que já vai bastante torta , azeda muito mais a partir daqui, quando é introduzido aquele tema...ai como é que eu posso falar deste assunto tão terrivel, de uma forma leve? É o tema... dos comunistas, aqueles que segundo reza a lenda, comem criancinhas ao pequeno almoço!

 

jeronimo.jpg

 

 

É que, segundo parece, com esta coisa do acordo ou acordos com a tal esquerda radical, os comunistas estão a  ganhar terreno e podem mesmo chegar ao Poder!

 

E o diálogo prossegue mais ou menos assim:

-Vocês querem é o poder! Não importa como o conseguem!Parece até um golpe de Estado!

-Não se trata de querer, ou não, o poder. Trata-se de querer defender os relevantes interesse nacionais e fazer cumprir os compromissos internacionais.

- Vocês nunca quiseram dialogar connosco, desde o principio que se voltaram para os partidos mais à esquerda.

- Não... o que aconteceu foi que a negociação  convosco foi inconclusiva, ao contrário do que aconteceu com os outros.

- Mas como é possível estarem mais próximos deles do que de nós?  AS IDEIAS DELES SÃO RADICALMENTE DIFERENTES! Eles até defendem a SAÍDA DA UNIÃO EUROPEIA!!!

 - O certo é que estamos a entender-nos...e vamos fazer um acordo.

- Gostaria imenso de ver esse Acordo... Onde é que está o papel ? 

-"O papel' Qual papel?"...Ah!!! estão a falar do acordo! Está a ser feito para ser apresentado na Assembleia da República...

-Sim ...sim ..queremos ver isso! AHAHAH!!!!

 

catarina.jpg

 

Então? Concordam, ou não, comigo em como há imensas semelhanças entre a briga de miúdos sem responsabilidades e a briga de políticos, adultos que comandam ou pretendem comandar os destinos da nação?

publicado às 23:30

Meditação à moda da Maminka!

por Teresa, em 04.11.15

image.jpeg

Quando as férias acabam e a rotina regressa às nossas vidas, começo com a quele bichinho de me apetecer fazer qualquer coisa, para além do trabalho, que dê para espairecer.

 

Agora que voltei a ser maminka, com a minha filha a estudar longe, sinto uma necessidade desesperada de fazer qualquer coisa que me distraia do dia a dia e me mantenha o pensamento ocupado.

 

Ginástica? Mm.... não , definitivamente não! Saio do trabalho tarde e a más horas e nem uma perna consigo levantar.... Fico, de tal forma, com os fusíveis desligados que não há diálogo possível entre a mente e o resto do meu corpo. Fazer exercício? Faça quem mais quiser!

 

Aprender uma língua nova, coisa que eu adoro. Mmmm... não! Ao final do dia, não sei se é com o avançar da idade, mas já nem uma frase em português consigo dizer, do principio ao fim. Com o cansaço já só consigo grunhir. 

 

Ler...ouvir música...sim isso faço com prazer mas...não são actividades regulares.

 

Até que às tantas descobri: vou experimentar fazer malha.

 

Lembro-me, como se fosse hoje, da minha avó a ensinar-me o b-a-bá  do crochê, do meu entusiasmo inicial e dos muitos trabalhos que fui fazendo ao longo da vida, e que acho que nunca cheguei a terminar.

O meu marido deixou de acreditar que fosse possível eu fazer uma coisa até ao fim.

 

E não é que tem razão?! É que quando namorávamos prometi, um dia, fazer-lhe uma camisola para lhe oferecer com todo o meu amor e carinho.

 

Comecei entusiasmada, mas às tantas quando a coisa começou a ser difícil... desisti.

 

E apesar do amor imenso que por ele sentia, só consegui acabar a  parte da frente da camisola...

Ficou a faltar e falta, até hoje, o resto da dita cuja.

 

Ao fim de todos estes anos, ainda guardo religiosamente a minha obra incompleta, para me recordar a calona que fui.

 

Desta vez decidi-me por uma manta.

 

Todos os dias me entusiasmo por a ver crescer e.... esmoreço quando a tenho de desmanchar outra e mais outra vez.

.

 Para ajudar à festa o  meu marido pergunta: " o que é que estás a fazer'"

-Uma manta! -respondo eu pela milésima vez!

- Mas ontem não era uma coisa maior ?!!!!

image.jpeg

-Era, mas tive de desmanchar, porque me enganei. Mas não deixa de ser uma manta!

-Ah vi logo! Ontem parecia uma manta, hoje parece uma tripa.

image.jpeg

 

É neste clima de entusiasmo que eu continuo a tentar fazer a tal manta que imaginei.

 

Se já acabei? Não!!!!

 

Quando acabo? Não faço a minimima ideia! Talvez no próximo inverno...who Knows....

 

Até lá... a focagem e a concentração tem de estar no contar das malhas: 1,2,3, laçada e enfia no buraco e outra vez 1,2,3... e assim, sucessivamente , sempre com o mesmo ritmo e a mesma cantilena, como quando em pequenina, debitava as tabuadas: 2 vezes1...2, 2 vezes 2.....4.....

 

Aí esqueço-me do mundo lá fora, das coisas chatas da vida e do facto da minha filha estar longe.

 

É uma espécie de meditação, à minha moda! 

 

publicado às 21:45

Tanto azedume para quê?!

por Teresa, em 03.11.15

 

 

velhas.jpg

 

Às vezes dou comigo a observar as pessoas no seu dia a dia ...

Acho piada!

Assisto a situações que me fazem rir, outras que me dão para pensar, outras que vão ser objecto de uma das muitas histórias que tenho nesse dia para contar, ou que vão servir de tema para sobre aquilo escrever...

 

No outro dia, quando me preparava para atravessar uma rua perto de minha casa, reparei numa senhora bem mais velha, que se colocou ao meu lado,  à espera que o sinal ficasse verde, para passarmos.

 

De repente, apareceram 3 adolescentes, na maior risota, com aquele ar de-como-o-mundo-é-belo-aos-17-anos!

 

 Apesar do sinal estar vermelho para os peões, os jovens resolveram atravessar por não se avistar qualquer carro no horizonte.

 

 Aquela rua nem sequer é especialmente perigosa!

 

Sorri....

 

Quem é que aos 17 anos tem paciência para esperar que os sinais nos ditem as ações: verde para avançar ou vermelho para parar, mesmo quando não venha carro nenhum?!!!

 

O que mais me surpreendeu foi a reação da tal pessoa que estava ao meu lado, que se virou para o grupo de jovens e gritou:

- " Era bem feito que viesse um carro e vos passasse por cima !"

 

Mas que raio de azedume era aquele?

Que mal lhe teriam feito aqueles ou outros jovens? Preferia ela que os jovens tivessem sido atropelados por não terem esperado pelo sinal verde para os peões?

 

Só me lembro de ter pensado:

Deus me livre e guarde de, daqui por 10 anos, a maminka estar assim tão azeda!

 

 

 

 

 

 

publicado às 12:33


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Comentários recentes

  • Teresa

    Fico contente quando as pessoas gostam do que escr...

  • fashion

    Gostei muito, Parabéns!

  • Chic'Ana

    A taça é nossa!!! =)

  • Teresa

    É mesmo ! eu adoro a ingenuidade destas idades!

  • Chic'Ana

    Tão gira!!! =)


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D


Mensagens