Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O Porquinho Mealheiro 2

por Teresa, em 01.05.14


Esta história dos mealheiros fez-me voltar atrás no tempo ao lembrar-me daquela sensação fantástica que surgia quando, depois de termos juntado e,tornado a juntar,todo o dinheirinho que nos davam,conseguíamos, finalmente, comprar aquela coisa LINDA de morrer que andávamos dias e dias....meses e mais meses a namorar .....

Era uma sensação única!

A espera tornava o objecto do nosso desejo no MAIOR TESOURO DO MUNDO!

Aos 13, 14 e 15 anos lembro- me perfeitamente de juntar mesadas para comprar roupas giríssimas ...Onde? Nos Porfírios!!!
O que eu adorava aquela loja! Eu e muitas mais adolescentes como eu. Quem não se recorda da fila gigante que às vezes tínhamos de enfrentar para poder entrar na loja?!!!!

Aos 18 anos "apaixonei-me" perdidamente por umas calças de ganga, todas aos remendos, que eram a novidade de uma loja acabada de abrir em Portugal pela Ana Salazar, e que se chamava: " Maçã" . As calças eram lindas....mesmo de cair para o lado... Não descansei enquanto não juntei o dinheiro para as comprar!

Acho que a Maria nunca teve muito esta sensação de ... " que bom!!!!finalmente consegui ter isto..." porque, normalmente, não medeia muito tempo entre o querer e o ter. Isto porque como filha única, primeira sobrinha de quatro tias e neta mais velha e única durante 8 anos, sempre teve alguém para lhe satisfazer,de imediato, todos os desejos!
Ainda hoje, quando nós os papinkas viajamos, trazemos-lhe sempre muitas presentes: coisas que ela queria muito ter e,outras, que nem tinha pensado ter.

Já os meus 3 sobrinhos, sabem melhor o que é esperar para conseguir ter aquilo que muito desejam . O último tesouro adquirido foi, como não podia deixar de ser, um tablet !
Todos eles têm um, mas tiveram de juntar dinheiro durante um longo ano !

A mãe explica-lhes bem quanto é que custa aquilo que querem comprar, o dinheiro que têm para o fazer e , no caso de faltar algum, que ela e o pai lhes emprestam , mas que depois eles terão de lhes pagar o valor em dívida .

Naquela altura dizem que sim a tudo, e se ainda falta algum dinheiro então, os pais poderão dar! Ainda bem....

Mas o que acontece na realidade é que,principalmente os mais novos, ainda não perceberam bem está coisa do haver e do dever.

Então no outro dia o Zé tinha ajudado a mãe a fazer umas coisas lá em casa e tinha a receber 1€, mas como ainda devia dinheiro à mãe, ela disse-lhe: " Zé vou descontar o euro de hoje nos 4 que você ainda me deve e,assim , o Zé já só fica a dever 3 euros à mãe !"

Perceberam???? Pois o Zé também não!!!

E como é que eu sei isso? Através de uma conversa que tivemos os dois,em que ele me confidenciou:

-A tia sabe que agora todos nós ajudamos a mãe e recebemos moedas em troca?
-Boa- disse-lhe eu- assim vão juntando o vosso dinheirinho para comprarem coisas que gostem!
-Pois tia...o pior é que ainda ontem ajudei a tirar a mesa, ao jantar, a mãe tinha dito que me dava 1 euro e depois....disse-me mais umas coisas e acabou por não me dar euro nenhum...
E eu, tia, praticamente ...trabalhei de graça!

publicado às 19:08


2 comentários

De MFN a 01.05.2014 às 19:48

Pobre Zé!!! Tão novinho e já sentir-se "explorado"!
Adorei o post! Também a minha filha única não conhece a sensação de conseguir algo que levou muito tempo a conseguir!
Bjs

De smf a 02.05.2014 às 20:05

Oh mãe, a mãe teve grande sorte....eu percebi tudo....nas no fundo, no fundo foi de graça não foi? Foi bom para a mãe!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Comentários recentes

  • Teresa

    Fico contente quando as pessoas gostam do que escr...

  • fashion

    Gostei muito, Parabéns!

  • Chic'Ana

    A taça é nossa!!! =)

  • Teresa

    É mesmo ! eu adoro a ingenuidade destas idades!

  • Chic'Ana

    Tão gira!!! =)


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D


Mensagens