Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A economia doméstica no prisma das crianças

por Teresa, em 10.10.14

image.jpg

Talvez por estarem a crescer num clima de austeridade , no seio de famílias que se vêem confrontadas diariamente com inúmeras dificuldades económicas,talvez por tudo isto, reparei,no outro dia, que os miúdos,hoje em dia, se pautam por valores e comportamentos muito diferentes dos miúdos da minha época, por exemplo.

E foi até com um misto de admiração e orgulho que vi no outro dia, os meus sobrinhos de 7 e 8 anos a darem uma verdadeira lição de economia doméstica à tia ( minha irmã) com quem ficaram a passar o último fim de semana.

A cena passou-se num supermercado onde foram todos juntos comprar o que fazia falta para o jantar . Assim, meio a despachar, a tia começou a encher o carrinho, com tudo o que precisava, mais aquelas pequenas coisas que nos apetecem...porque sim.

Só que a tia punha as coisas dentro do carro de supermercado e ...eles tiravam...olhavam para o preço e diziam;

- Ó tia isto é muito caro!!! A tia já viu bem o preço?! 

Não...a tia nem tinha reparado!

Iam a correr e voltavam a colocar o produto na prateleira e retiravam outro. 

-Mas não pode levar aquele tia! Olhe este aqui ! É muito mais barato e é da marca do supermercado!

Depois viravam-se um para o outro e tentavam confirmar:

- Ó Manel este é o que a mãe costuma comprar não é?

A tia estava tão corada com toda aquela cena do põe e tira que já concordava com tudo! E à volta deles instalou-se uma risota pegada! Afinal os "pimpolhos" estavam a dar umas lições sobre economia doméstica!

A seguir, a tia quis comprar uma coca-cola para cada um deles, para lhes dar um miminho no fim de semana.

Com base na teoria da poupança que desde o início defendiam, agradeceram mas não aceitaram com a desculpa de que ao jantar até costumavam beber água.

Como a tia continuava a insistir, acabaram por comprar as duas latas mas abririam uma ao jantar e dividiam pelos dois, e só bebiam a segunda quando, mais à noite, estivessem a ver um filme na televisão!

E esta hein?

publicado às 22:13

Obrigada pelo destaque

por Teresa, em 08.10.14

Obrigada à equipa do sapoblogs pelo destaque do meu post !

Fico sempre babadérrima e feliz ! E , no fundo, é sempre um incentivo a escrever mais e melhor!

publicado às 00:16

Sete de Outubro sem stresses!

por Teresa, em 07.10.14

Por muitos anos que passem, por muito adulto que se seja , é impossível esquecer que o dia  7 de Outubro foi, durante  a infância de muitos de nós, uma das datas mais marcantes das nossas vidas: o início do ano escolar!

Para pessoas como eu, que adoravam a escola, é com saudade que recordam essa data. Lembro-me de mim, muito magrinha (mesmo do género pau de virar tripas), com uma bata nova,à  espera que chegasse a carrinha do colégio que, todos os dias, nos vinha buscar a casa.

Lembro-me da alegria do reencontro com os amigos, os auxiliares e com o motorista que, se a memória não me falha, se chamava Sr Ramalho ( cruzes...credo... como é que agora me lembrei do nome desse senhor, tão querido??!!!)

Claro que também há quem recorde esse dia, como um dia para esquecer, porque odiavam aulas, escolas, professores e tudo o que com isso estava relacionado !

A minha irmã do meio, por exemplo, chorava desde que saía de casa até que entrava, e a coisa prolongava-se por mais de um mês!

" -Tenho saudades da mãe! Quero ficar na minha casinha"- gritava ela enquanto subia para a carrinha . Até a mim se me apertava o coração ....Enfim...

Mas gostando, ou não, o facto é que o dia 7 de Outubro era o arranque do ano escolar para todas as crianças da minha geração.

As aulas começavam  num dia e num mês certo,  com o número de professores  adequado para tudo começar sem stresses!

 Hoje em dia, as aulas  iniciam num dia incerto, no mês de Setembro (se nada der para o torto) e os professores que à partida estão todos colocados, acabam por desaparecer, como que por magia, no mês seguinte,  por ter havido,ai...como é que se chama...ah...engano (upss) nas suas colocações.

Assim,de um momento para o outro, a coisa passa de organizada a caos total!

Que saudades dos meus 7 de Outubro!   

publicado às 15:45

O fascínio das selfies!

por Teresa, em 06.10.14
http://youtu.be/rwDbOmPQNx0

Ontem estive a ver um programa da televisão, com várias figuras públicas conhecidas da rádio e televisão, onde se debatiam várias temas da actualidade,com uma certa ironia .... Achei particularmente graça a este pequeno filme que um deles levou para mostrar bem o poder e o fascínio que as selfies têm hoje em dia! Em todo o mundo e entre todas as pessoas! A cena passa-se quando duas jovens esbarram com uma actriz famosa e aproximam-se não para lhe pedirem um autógrafo, não para lhe dizer o quanto a admiram, não para a conhecerem melhor, não para saberem qual será o seu próximo filme, mas sim..... SÓ PARA TIRAREM UMA SELFIE as três ...e,logo de seguida, enviarem para os mil e muitos amigos das redes sociais!
Nesta cena a actriz não interessa nada!!!!!! A coitada é completamente ignorada! Serve apenas para tirar a selfie e ajudar a passar a seguinte mensagem : "0lha, olha... Com quem eu estou! Não sou o máximo?!!!!!"

E assim vai o mundo!

publicado às 23:16

Sem tempo para brincar!

por Teresa, em 04.10.14

 

Todos nós, e cada vez mais, nos queixamos da falta de tempo... Falta de tempo para estar com os amigos, para visitar familiares que estão longe, para estar com os filhos, para ir ao cinema , para fazer compras, enfim...

Mas pelos vistos não são só os adultos que se queixam...

No outro dia o meu sobrinho Zé , de 8 anos, ouvia religiosamente a mãe que lhe explicava a ele, e aos outros dois irmãos, quais os horários deles, isto é, como eram distribuídas, pela semana, as actividades escolares de cada um.

Era como que uma explicação por atacado! De uma só vez a mãe explicava tudo aos três!

Assim à segunda-feira a Nena tinha isto e aquilo, ele, Zé, tinha outras tantas coisas e o Manel também. E seguia-se a terça , a quarta , a quinta e a sexta-feira com uma catrefada de tarefas que.... até a nós adultos nos faz dizer entre dentes: " coitadas das crianças! Que exagero!"

E a coisa ficou ainda mais tenebrosa quando a mãe resolveu informá-los que nalguns dos dias eles saiam do colégio e iam directos para os desportos escolhidos por cada um.

O Zé , por exemplo, escolheu ténis de pré-competição o que lhe ocupa grande parte das tardes.

E foi então que, depois de ouvir a explicação da mãe,o Zé não aguentou nem mais um segundo e....desatou a chorar ! 

-o que é que aconteceu ?!!!! - perguntou a mãe perplexa

-Oh mãe eu ...já percebi tudo...não vou ter tempo nenhum para brincar!

Como te percebo meu querido Zé! Ter tempo livre para estar com quem mais queremos ou para fazer o que mais nos apetece é das coisas mais preciosas da vida !

Opinião de maminka!

publicado às 18:36

Um visitante inesperado

por Teresa, em 01.10.14

Trabalho num gabinete que fica situado a seguir a um amplo "open space", e onde se encontram perto de trinta pessoas.

Como nunca tenho a porta fechada aquilo funciona como um espaço único com muitos computadores e imenso papel.

Às vezes , como acontece até nas nossas casas, somos visitadas por alguns bichinhos ,tipo formigas, baratinhas... E pouco mais.

Hoje, no final da manhã vieram ter comigo e segredaram-me que tínhamos um "visitante inesperado".

Tomei, então, as providências necessárias . Liguei para o departamento competente para que fossem tratar do assunto.

Tentei mesmo fazer tudo com a maior discrição possível! Até porque numa casa grande como aquela, não podemos dramatizar para não criar rebuliço!

Foram até bastante eficientes e rápidos a agir:

- Vamos ainda hoje aí. Pode ser às 18h 30m?- perguntaram-me

- Tudo bem - respondi, enquanto pensava ser aquela uma boa hora porque grande parte dos trabalhadores costumam sair mais cedo!

Acontece, porém, que a eficácia foi tanta que, por volta das 17 horas, um homem apareceu à porta do nosso serviço e disse: 

-Então?! Onde é que ele se meteu?!

O pessoal, que não suspeitava de nada, perguntou admirado: - Ele quem???? 

-O rato pois quem haveria de ser?! - insistia o homem

- UM RATO?!!!!!!!!Aonde?!!!!

Aí a confusão foi total! Elas gritavam...eles disfarçavam, mas de calmos não tinham nada!Elas diziam que tinham pavor, nojo, e que desmaiavam se vissem o rato atravessar a sala; eles diziam que não tinham medo mas ....não gostavam nada de matar bichinhos... Sim... sim... pois claro! Eu apesar do pavor que tenho de ratos , apesar, de não saber o tamanho do dito cujo, tive de fingir uma certa normalidade em toda aquela situação...

Mas afinal quem se atreveu a falar em ratos?

Shiu... Era segredo!!!!!!

publicado às 23:07

Pág. 2/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Comentários recentes

  • Anónimo

    Também li os livros da Anita na minha infancia. Te...

  • Teresa

    Fico contente quando as pessoas gostam do que escr...

  • fashion

    Gostei muito, Parabéns!

  • Chic'Ana

    A taça é nossa!!! =)

  • Teresa

    É mesmo ! eu adoro a ingenuidade destas idades!


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D


Mensagens