Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O Porquinho Mealheiro 2

por Teresa, em 01.05.14


Esta história dos mealheiros fez-me voltar atrás no tempo ao lembrar-me daquela sensação fantástica que surgia quando, depois de termos juntado e,tornado a juntar,todo o dinheirinho que nos davam,conseguíamos, finalmente, comprar aquela coisa LINDA de morrer que andávamos dias e dias....meses e mais meses a namorar .....

Era uma sensação única!

A espera tornava o objecto do nosso desejo no MAIOR TESOURO DO MUNDO!

Aos 13, 14 e 15 anos lembro- me perfeitamente de juntar mesadas para comprar roupas giríssimas ...Onde? Nos Porfírios!!!
O que eu adorava aquela loja! Eu e muitas mais adolescentes como eu. Quem não se recorda da fila gigante que às vezes tínhamos de enfrentar para poder entrar na loja?!!!!

Aos 18 anos "apaixonei-me" perdidamente por umas calças de ganga, todas aos remendos, que eram a novidade de uma loja acabada de abrir em Portugal pela Ana Salazar, e que se chamava: " Maçã" . As calças eram lindas....mesmo de cair para o lado... Não descansei enquanto não juntei o dinheiro para as comprar!

Acho que a Maria nunca teve muito esta sensação de ... " que bom!!!!finalmente consegui ter isto..." porque, normalmente, não medeia muito tempo entre o querer e o ter. Isto porque como filha única, primeira sobrinha de quatro tias e neta mais velha e única durante 8 anos, sempre teve alguém para lhe satisfazer,de imediato, todos os desejos!
Ainda hoje, quando nós os papinkas viajamos, trazemos-lhe sempre muitas presentes: coisas que ela queria muito ter e,outras, que nem tinha pensado ter.

Já os meus 3 sobrinhos, sabem melhor o que é esperar para conseguir ter aquilo que muito desejam . O último tesouro adquirido foi, como não podia deixar de ser, um tablet !
Todos eles têm um, mas tiveram de juntar dinheiro durante um longo ano !

A mãe explica-lhes bem quanto é que custa aquilo que querem comprar, o dinheiro que têm para o fazer e , no caso de faltar algum, que ela e o pai lhes emprestam , mas que depois eles terão de lhes pagar o valor em dívida .

Naquela altura dizem que sim a tudo, e se ainda falta algum dinheiro então, os pais poderão dar! Ainda bem....

Mas o que acontece na realidade é que,principalmente os mais novos, ainda não perceberam bem está coisa do haver e do dever.

Então no outro dia o Zé tinha ajudado a mãe a fazer umas coisas lá em casa e tinha a receber 1€, mas como ainda devia dinheiro à mãe, ela disse-lhe: " Zé vou descontar o euro de hoje nos 4 que você ainda me deve e,assim , o Zé já só fica a dever 3 euros à mãe !"

Perceberam???? Pois o Zé também não!!!

E como é que eu sei isso? Através de uma conversa que tivemos os dois,em que ele me confidenciou:

-A tia sabe que agora todos nós ajudamos a mãe e recebemos moedas em troca?
-Boa- disse-lhe eu- assim vão juntando o vosso dinheirinho para comprarem coisas que gostem!
-Pois tia...o pior é que ainda ontem ajudei a tirar a mesa, ao jantar, a mãe tinha dito que me dava 1 euro e depois....disse-me mais umas coisas e acabou por não me dar euro nenhum...
E eu, tia, praticamente ...trabalhei de graça!

publicado às 19:08


1 comentário

De MFN a 01.05.2014 às 19:48

Pobre Zé!!! Tão novinho e já sentir-se "explorado"!
Adorei o post! Também a minha filha única não conhece a sensação de conseguir algo que levou muito tempo a conseguir!
Bjs

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Comentários recentes

  • Anónimo

    Também li os livros da Anita na minha infancia. Te...

  • Teresa

    Fico contente quando as pessoas gostam do que escr...

  • fashion

    Gostei muito, Parabéns!

  • Chic'Ana

    A taça é nossa!!! =)

  • Teresa

    É mesmo ! eu adoro a ingenuidade destas idades!


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D


Mensagens