Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A magia das férias de verão!

por Teresa, em 29.08.14


Descobri que as palavras " férias" e "verão" podem ser mágicas, especialmente quando escritas e ditas por esta ordem de forma a significar isso mesmo: "férias de verão"!

Há até quem faça (como eu por exemplo fiz), uma contagem decrescente, via facebook, para marcar o início dessas mesmas férias... Assim como que a anunciar ao mundo: " dentro de 3, 2 , 1 dia vou parar de trabalhar! Viva o descanso e o verão!"

Ficamos tão mais felizes, tão mais leves...quando estamos em férias!

Só pensamos em praia, mergulhos, sol, bronze, ler, descansar, preguiçar e fazer o que nos dá na real gana....

Eu que sou do género de me queixar todo o ano :
"ai ...que dores de cabeça!";
"ai ...que estou com tensão alta
"ai ...que comi qualquer coisa que me caiu mal";
" ai...que dormi pessimamente !";
Passo rapidamente de uma pessoa terrivelmente hipocondríaca para alguém do mais-saudável-que-há! Parece mesmo que tomei uma vitamina milagrosa. Não me dói nem a unha do pé!

Esquisito mesmo...Podem crer!

Desde que sou maminka, descobri também que as férias de verão me trazem a maior magia de todas, isto é, por uns meses deixo de ser MAMINKA e volto a ser simplesmente MÃE.

A Maria tem estado em Portugal partilhando, com os amigos e a família,os risos, a cumplicidade e a boa disposição que paira no ar nesta época de férias.

Mas...oh ....estes dias não duram sempre e...vamos ter mesmo de voltar ao trabalho!
Eu sei que vai custar muito...mas sei também que,enquanto a Maria não regressar a Praga, a magia do meu verão vai continuar !

publicado às 00:18

Cheguei!!!!

por Teresa, em 15.07.14

A maminka anda mesmo de rastos .... trabalho, trabalho ... muito trabalho....e um final de época de exames da filha emigrante que graças a Deus acabou bem, mas que provocou uns nervos nos papinkas , até ao ultimo minuto!!!!

A coisa foi mais ou menos assim nas três cadeiras finais:
- Ai,ai,ai que vou chumbar ! - ela
- Não vai nada ! Vamos estudar mais um pouco que conseguimos!- nós a convencê-la tal como o enfermeiro quando diz ao doente:"vamos lá tomar a piquinha, que nem se sente" .
- Não consigo ! Estou com a cabeça a rebentar!-ela
- Tem de intervalar o estudo com o descanso!-nós
- E eu consigo lá descansar!-ela
- Saia com os amigos! Distraia-se!-nós
- Isso é que nem pensar! -ela.

Seguiu-se estudo, estudo e mais estudo, intercalado por noites mal dormidas ou, mesmo sem dormir, dias de nervoseira , uma alimentação péssima e mais um cem número de coisas que deixaram os pobres dos papinkas sem vontade para nada, aqui, em Portugal!

E a cena repetiu-se nos outros dois exames, com maior ênfase no último por ser o cadeirão deste ano!

Final e felizmente, depois de cada um desses exames recebíamos um telefonema de uma Maria, eufórica , com uma voz radiante a dizer : " Nem posso acreditar! Passei!!!!"

Escusado será dizer que nós sempre acreditamos!

Foi assim que, sem deixar nada para segunda época , "passamos"para o terceiro ano de Medicina !

E ainda parece que foi ontem que a deixamos em Praga para entrar na Faculdade!

A calma e a tranquilidade voltaram com o regresso da Maria a Portugal, desta vez para umas férias de verão, bem merecidas,iguais às que a maminka tinha na sua infância : três meses enormes que pareciam não ter fim!

Sensação gostosa essa...

publicado às 00:26

Pai ou "Papinka"

por Teresa, em 31.03.14



Por detrás de uma maminka há sempre um grande "papinka ". Isto agora fui eu que inventei e até a palavra " papinka" é usada por mim , em jeito de brincadeira ,pretendendo significar pai  em contraposição com maminka - mãe . 
 
Mas o facto é que não deixa de ser uma grande verdade!

Ao, contrário de mim que sou uma maminka extrovertida por natureza e muito latina nas atitudes, na forma como me exprimo, no dramatismo  que ponho nas coisas, o "papinka " é sóbrio, discreto, meigo, controlado e aparenta toda a calma do mundo!

Pode dizer-se que o "papinka "é a peça essencial para que a vida, por muitas voltas que dê, retome sempre e, de cada vez, a calma e a paz habituais!

Ainda me lembro de quando deixámos a Maria num país , completamente estranho para os três, o Pedro se ter voltado para mim (que chorava baba e ranho) e  me ter dito: " mas porque choras?! São só 6 anos  que a nossa filha vai ficar longe de nós! Vamos lá a limpar essas lágrimas! Está na hora de irmos para o aeroporto e voltar para Portugal!"

A Maria é discreta como o papinka, nervosa e pessimista como a maminka e com o sentido de humor dos dois!

Quando a Maria volta ao ninho eu, a maminka, canto, rio, conto a novidade a toda a gente, como se estivesse naquela cena do " pátio das cantigas" depois da vizinha me ter vindo anunciar: " D.Rosa...D. Rosa  a sua filha chegou!";  

Pois o "papinka" não entra nesse filme! Bem mais discreto , apenas se nota que, nesse dia , o seu olhar tem um brilho especial ....e isso quer dizer tudo!

Nunca o "papinka" impôs regras relativamente aos assuntos triviais do dia a dia, mas sempre soube incutir os valores  e os pilares fundamentais que devem estar presentes quando é preciso escolher um caminho , ou tomar certas opções na vida!

O carinho, o respeito e a admiração da Maria pelo "papinka" é enorme!

 Já não me restam dúvidas : existe mesmo um grande "papinka" por detrás da maminka!

publicado às 23:29


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados


Comentários recentes

  • Anónimo

    Também li os livros da Anita na minha infancia. Te...

  • Teresa

    Fico contente quando as pessoas gostam do que escr...

  • fashion

    Gostei muito, Parabéns!

  • Chic'Ana

    A taça é nossa!!! =)

  • Teresa

    É mesmo ! eu adoro a ingenuidade destas idades!


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D


Mensagens